sábado, 27 de novembro de 2010

O Observatório Terrestre






O melhor observatório da Terra está localizado a 350 quilômetros de nosso planeta. A cúpula de vidro foi instalada em fevereiro último naEstação Espacial Internacional (ISS, por sua sigla em Inglês) e,depois, os astronautas puderam tirar fotografias espetaculares com uma perspectiva privilegiada. Belas Imagens

Fonte:http://www.elmundo.es/elmundo/2010/11/19/ciencia/1290182474.html

sábado, 20 de novembro de 2010

Nós somos todos feitos de estrelas


Desde programas de televisão até músicas que carregam essa ideia, a teoria de que todos nós somos feitos de estrelas se torna cada vez mais popular.
Em 1980, o astrônomo Carl Sagan narrou uma série televisiva de 13 episódios na qual explicou muitos temas relacionados com a ciência, como a história da Terra, a evolução, e a origem da vida e do sistema solar.
Uma declaração desse astrônomo mexeu com o público. Segundo ele, algumas partes do nosso ser mostram de onde viemos. Ele dizia que “nós somos feitos de matéria estelar”. Com isso, ele resumiu o fato de que os átomos de carbono, nitrogênio e oxigênio em nossos corpos, assim como os átomos de todos os outros elementos pesados, foram criados em gerações anteriores de estrelas há mais de 4,5 bilhões de anos.
Como todos os seres humanos e os outros animais – assim como a maioria da matéria na Terra – contêm esses elementos, sim, nós somos literalmente feitos de matéria estelar. Todo o carbono que contém matéria orgânica foi produzido originalmente nas estrelas.
No começo, o universo era feito de hidrogênio e hélio. O carbono foi feito posteriormente, durante bilhões de anos.
Quando se esgotava o suprimento de hidrogênio de uma estrela, ela morria em uma explosão violenta, chamada de nova. A explosão de uma estrela massiva, chamada supernova, pode ser bilhões de vezes mais brilhante que o sol. Essa explosão estelar lança uma grande nuvem de poeira e gás para o espaço.
Uma supernova atinge seu brilho máximo alguns dias depois de ter explodido. Nesse momento, ela pode ofuscar uma galáxia inteira de estrelas. Em seguida, ela brilha intensamente por diversas semanas antes de desaparecer gradualmente de vista.
O material da supernova, eventualmente, se dispersa por todo o espaço interestelar. As estrelas mais velhas são quase exclusivamente constituídas de hidrogênio e hélio. Posteriormente, outras estrelas mandaram oxigênio e outros elementos pesados ao universo.
Assim, segundo os astrônomos, toda a vida na Terra e os átomos em nossos corpos foram criados do resto de estrelas, agora mortas há muito tempo. Elas produzem elementos pesados, e mais tarde ejetam gases para o meio estelar para que eles possam fazer parte de outras estrelas e planetas – e pessoas. [Lifeslittlemysteries]

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O Enigma das Crianças Verdes


Numa tarde de agosto de 1887, perto da aldeia de Banjos, na Espanha, camponeses trabalhavam em um campo quando viram sair de uma caverna duas crianças, um menino e uma menina, cujas roupas eram feitas de um tecido que eles não conheciam e cuja pele tinha o mesmo tom verde das folhas das árvores. Esse seria um bom começo de aventura de ficção cientifica, mas o acontecimento realmente ocorreu. As crianças se exprimiam em linguagem inteiramente desconhecida. Especialistas vindos de Barcelona tentaram em vão identificar essa linguagem e analisar o tecido das suas roupas. Entre eles, um sacerdote, versado nas línguas estrangeiras, também não chegou a identificar a língua falada pelas crianças.
As duas crianças foram levadas ao juiz de paz local, Ricardo de Calno. Ele tentou tirar a cor verde da pele das crianças, mas não se tratava de nenhuma pintura, e sim da verdadeira pigmentação da sua pele. Observou-se que as crianças apresentavam, em seu rosto, alguns traços negróides, mas os olhos, de forma mais asiática, eram amendoados. Durante cinco dias foram-lhes oferecidos os mais diversos alimentos, que eles recusaram sem exceção. Finalmente trouxeram-lhes feijões recentemente colhidos que eles concordaram em comer. O menino, muito debilitado, morreu. Ao contrário, a menina sobreviveu. A cor verde de sua pele desapareceu gradativamente, cedendo lugar a um tom normal para um ser da raça branca. Ela aprendeu um pouco de espanhol e trabalhou como empregada doméstica na casa do juiz.
Quando a interrogaram, suas declarações não fizeram mais do que aumentar o mistério. Ela descreveu a região de onde vinha: um país sem sol, onde reinava um crepúsculo permanente. Esse país era separado, por um grande rio, de outro país luminoso, iluminado pelo Sol. Houve, bruscamente, um turbilhão acompanhado de terrível ruído, que arrebatara as duas crianças e as depositara na caverna. A menina viveu ainda cinco anos, e depois morreu.
O problema ficou sem solução. No fim do século XIX, foram propostas explicações que se aproximavam da mitologia da época: as crianças teriam vindo do planeta Marte que então se acreditava habitado e fora a fraca iluminação solar desse planeta que lhes teria dado essa pigmentação verde.
Mas, nós sabemos agora que tanto Marte, como a Lua, é praticamente sem atmosfera, e nenhuma vida, humana ou sob qualquer outra forma, pode ali existir. Por outro lado, é difícil imaginar-se um tufão nascendo em Marte para depositar seres sobre a Terra.
É conhecida a existência de crianças azuis: trata-se de uma doença que já se tomou clássica. Parece que existem também crianças verdes, cuja cor é devida a uma outra moléstia, mais rara que a doença azul, e de origem endócrina. Seria tranqüilizador pensar que alguém, por motivos desconhecidos, e talvez por superstição, havia abandonado as duas crianças verdes na caverna. A dificuldade é que nenhum traço de desaparecimento foi registrado, na época, nos hospitais.
É inútil insistir em hipóteses mais modernas que incluem a quarta dimensão, ou a existência de ondas paralelas. É a mitologia de hoje, que não corresponde, talvez a uma realidade como a crença, tão difundida no século XIX, de que Marte era habitado.
A hipótese de um mundo subterrâneo não é, a priori, absurda, mas carece inteiramente de comprovação. Nada permite acreditar que existem, em consideráveis profundidades, cavernas habitadas. Essa hipótese é periodicamente levantada, mas parece anulada pelo que se conhece da estrutura da crosta terrestre.
É possível que nesse domínio se revelem coisas surpreendentes e que as numerosas tradições e lendas relativas a mundos subterrâneos (entre as quais a tradição escandinava do hadding land, ou terra escondida, é particularmente pormenorizada) correspondam a uma realidade. Mas, no estado atual das coisas, isso parece bastante improvável.
Restam muitas outras hipóteses, entre as quais uma que corresponde às diferentes hipóteses deste livro: a presença dessas crianças verdes seria o resultado de uma experiência destinada a provocar reações entre os seres humanos. Se fosse esse o caso, as reações provocadas foram praticamente nulas. Quando se trata de fatos realmente desconcertantes, as pessoas não se mostram muito curiosas, é o relato da história das crianças verdes não se encontra a não ser em registros obscuros feitos por colecionadores de coisas estranhas.
Fonte:Ufovoe

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Que Inveja!


Não há lugar como o lar. Espreitando para fora das janelas da Estação Espacial Internacional (ISS), o astronauta Tracy Caldwell Dyson tem no planeta em que todos nós nascemos, e que ela voltaria logo. Cerca de 350 quilômetros acima, o ISS é elevada o suficiente para que o horizonte da Terra aparece claramente curva. AS janelas de Dyson mostram algumas das nuvens complexo da Terra, em branco, e que dá vida a atmosfera e os oceanos, em azul. A estação espacial orbita a Terra uma vez a cada 90 minutos. Não é difícil para as pessoas que vivem abaixo de olhar para trás em direção à ISS. O ISS pode ser freqüentemente visto como um ponto de luz brilhante à deriva sobrecarga logo após pôr do sol. Telescópios pode mesmo resolver toda a estrutura da estação espacial. A imagem acima foi tirada no final de setembro a partir da janela da ISS Cupola baía. Dr. Dyson é um vocalista na banda de Max Q.
Fonte:http://antwrp.gsfc.nasa.gov/apod/ap101115.html

Caso Olmiro

Sem dúvidas esse foi um dos relatos mais impressionantes de uma presença estranha entre nós, e isso em 1954,aqui em Venâncio Aires.Este vídeo produzindo pelo Neus de Santa Cruz do Sul,com apoio do Ceuva mostra resumidamente o que aconteceu.
video

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Avião de papel tira fotos da Terra vista do espaço


Câmeras de foto e de vídeo inseridas dentro do aparelho registraram imagens como a da curvatura da TerraFoto: BBC Brasil


Uma equipe de amadores britânicos lançou ao espaço um avião feito de palha e coberto com papel que tirou fotografias da Terra. Steve Daniels e John Oates, entusiastas e editores do site de Ciência e Tecnologia The Register, embarcaram na iniciativa porque "estavam procurando algo divertido para fazer" e se disseram impressionados com a facilidade de realizar o projeto.
Batizado de Vulture 1 ("Urubu 1"), o planador foi colado a um balão de gás hélio, que explodiu a mais de 27 mil metros da superfície e deixou cair o protótipo de aeronave.
Na descida, que durou cerca de 90 minutos, câmeras de foto e de vídeo inseridas dentro do aparelho registraram imagens como a da curvatura da Terra. "Estávamos procurando algo divertido para fazer e os leitores do site tiveram essa ideia de criar um avião de papel", disse John Oates, 39. "Achávamos que a corrida espacial britânica precisava de uma revigorada", brincou.
O chamado projeto Paris (sigla em inglês para "Avião de Papel Liberado no Espaço") custou cerca de 8 mil libras (R$ 21 mil) e demorou um ano para ser aprimorado.
Para localizar o aparelho após o lançamento, os pesquisadores contaram com equipamentos de rastreamentos produzidos com ajuda da companhia de tecnologia em defesa Qinetiq. Para manter as câmeras de foto e vídeo funcionando, os pesquisadores equiparam o avião com bolsas de água quente. No "cockpit", os criadores colocaram um boneco de playmobil que apelidaram carinhosamente de "playmonauta".
O planador de pouco mais de um metro de diâmetro foi lançado a cerca de 150 km de Madri, na Espanha, e pousou a pouco mais de 30 km de distância do ponto de onde saiu.
John Oates disse que temia que o avião se desviasse centenas de quilômetros e que a saga para encontrá-lo demorasse dias. Mas isso não ocorreu. "Ele caiu em uma parte relativamente remota da Espanha, e por pouco não atingimos um reservatório de água e uma área de leões dentro de um parque de safáris. Então, tivemos sorte".

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Conhecimentos gerais de ufologia 2 e final


Como os pesquisadores estudam os OVNIs?


Na década de 40, o governo dos Estados Unidos estava muito interessado na pesquisa sobre OVNIs. A Força Aérea dos EUA começou a investigá-los em 1948, com um programa denominado Project Sign. Posteriormente, o nome mudou para Project Blue Book e, entre 1948 e 1969, o governo investigou mais de 12 mil aparições de OVNIs. Dessas, descobriu-se que 11.917 eram objetos terrestres como balões meteorológicos e satélites; fenômenos climáticos como relâmpagos e reflexos; ocorrências astronômicas, ou farsas. Os 701 casos restantes ficaram sem explicação. Em 1969, a Força Aérea encerrou o projeto Blue Book, alegando falta de provas conclusivas. O projeto Blue Book concluiu que: nenhum OVNI descrito, investigado e avaliado pela Força Aérea deu qualquer indicação de ameaça à segurança nacional; não há provas enviadas ou descobertas pela Força Aérea de que as aparições classificadas de "não identificadas" representem avanços ou princípios tecnológicos além do limite dos conhecimentos científicos atuais; não há nenhuma prova indicativa de que as aparições classificadas como "não identificadas" sejam veículos extraterrestres; As pesquisas sobre OVNIs continuam no setor privado. O Instituto SETI (Busca de Inteligência Extraterrestre) monitora regularmente os céus, procurando sinais oriundos de planetas distantes. No final da década de 90, eles acharam algo - um padrão repetitivo originário de um ponto a 1,6 milhão de quilômetros de distância. Mas em poucas horas, os cientistas do SETI identificaram o padrão como um sinal de um observatório solar denominado SOHO, que está em órbita a 1,6 milhão de quilômetros da Terra

O governo está escondendo alguma coisa?


Em uma noite de verão, em 1947, moradores dos arredores de Roswell, Novo México, viram luzes estranhas no céu e depois ouviram um barulho ensurdecedor. Na manhã seguinte, depois de forte tempestade com trovões, o administrador de uma fazenda chamado Mac Brazel saiu para ver as ovelhas e encontrou escombros estranhos. Ele entrou em contato com o delegado da cidade, que avisou o governo. Os escombros foram levados ao Roswell Army Air Field e depois ao Wright Field em Dayton, Ohio. No dia 8 de julho de 1947, o coronel William Blanchard do 509th Bomb Group, em Roswell, divulgou um boletim de imprensa declarando que os militares tinham recolhido os escombros de um "disco voador". Algumas horas depois, o general Roger Ramey, comandante da Eighth Air Force em Fort Worth Army Air Field no Texas, divulgou um segundo boletim de imprensa negando o primeiro. Segundo Ramey, os escombros que os homens de Blanchard apanharam nada mais eram do que um balão meteorológico e seu detector de radar. Qual boletim de imprensa era verdadeiro? Pessoas que acreditam em OVNIs dizem que o primeiro era verdadeiro e que o segundo fazia parte de uma complexa operação para encobrir os fatos e que se estende há mais de meio século. Eles acreditam que o governo realmente apanhou uma nave e sua tripulação alienígena. Testemunhas oculares dizem ter visto corpos cobertos sendo levados pelos militares. Algumas pessoas disseram ter assistido a uma autópsia alienígena. Os teóricos de Roswell dizem que o governo se reúne secretamente com alienígenas desde a queda em um lugar chamado Área 51 em uma região distante no estado de Nevada.

Autópsia de alienígena


Um empresário inglês chamado Ray Santilli alega que enquanto pesquisava cópias de filmes para um vídeo musical, ele se deparou com um filme que mostrava a autópsia de um alienígena, encontrado depois da queda de um OVNI em Roswell, Novo México, em 1947. Subseqüentemente, o filme foi transmitido em um especial da Fox TV, em 1995: "Autópsia de alienígena - realidade ou ficção?" Posteriormente, a Fox se pronunciou e admitiu que o filme era uma farsa filmada em 1994 com atores.

















Os homens de preto apareceram pela primeira vez no livro de Gray Barker, em 1956, "They Knew Too Much about Flying Saucers" e foram o assunto do famoso filme "Homens de Preto", de 1997.

Outra teoria relacionada à suposta operação do governo para encobrir fatos reais diz respeito ao silenciamento de testemunhas. Várias testemunhas de OVNIs dizem que receberam a visita de homens trajando ternos pretos que tentaram intimidá-las para que se calassem. Esses chamados "Homens de Preto", que se tornaram conhecidos do público através do livro de Gray Barker, de 1956, "They Knew Too Much about Flying Saucers", são alienígenas que ocultam suas próprias provas ou agentes do governo que tentam esconder aterrissagens alienígenas. Segundo a maioria das referências, o livro de Barker é uma obra de ficção. A mitologia que cerca os homens de preto deu origem a dois filmes famosos, uma série de TV e um videogame.

Abduzido por alienígenas?

Será que os alienígenas realmente abduzem as pessoas e fazem experimentos com elas? Muitos dizem que sim. Provavelmente, o primeiro relato de uma abdução alienígena veio de um casal em New Hampshire chamado Barney e Betty Hill. O casal relata que, em 19 de setembro de 1961, enquanto dirigia pela zona rural na região central de New Hampshire, notou uma luz se movendo no céu. Quando o objeto se aproximou, eles viram que era grande e achatado, com luzes multicores e muitas fileiras de janelas. Quando Barney olhou a nave com o binóculo, aparentemente viu criaturas em seu interior, sendo que uma delas parecia ser o líder. Assustado, o casal foi para casa. Vários dias depois da aparição, Betty começou a ter pesadelos em que estava dentro da nave. Depois, sob hipnose, o casal se lembrou de ter sido levado ao OVNI e ser submetido a experimentos. Será que o casal Hill e as milhares de outras pessoas que dizem ter sido abduzidas desde então estavam dizendo a verdade? Céticos alegam que os alienígenas "com olhos enormes e alongados" que Barney descreveu apareceram em um episódio de "Outer Limits" (em inglês) apenas 12 dias antes da sessão de hipnose em que ele os descreveu. Mas as histórias de abduzidos são extraordinariamente semelhantes. Muitas pessoas se lembram de ficar banhadas em luz e de se sentir paralisadas. Depois, há a sensação de serem transportadas em um raio de luz até a nave espacial alienígena. Elas descrevem uma sala de exames em que seu corpo é analisado, investigado e estudado de vários modos. Muitos dizem que seu esperma ou óvulos foram removidos e usados para produzir prole humano-alienígena, que algumas pessoas dizem ter encontrado quando retornaram à nave posteriormente. Essas lembranças podem parecer imaginação, mas alguns pesquisadores dizem que os abduzidos por alienígenas apresentam os mesmos sintomas de distúrbio do estresse pós-traumático que os veteranos de guerra. O pesquisador da Harvard University, Richard McNally e seus colegas, na edição de julho de 2004 da publicação Psychological Science (em inglês) informaram que quando os abduzidos ouvem fitas de áudio com sons que imitam suas experiências, apresentam sintomas físicos - palmas das mãos suadas, músculos contraídos e freqüência cardíaca elevada. Além disso, o momento das histórias de abdução parecem coincidir com o aparecimento de OVNIs nas proximidades. Muitos dos abduzidos são dados como desaparecidos quando alegam ter sido abduzidos e, quando retornam, têm cortes e hematomas estranhos no corpo.

Lugares famosos


Há lugares ao redor do mundo, entre os quais Gulf Breeze, Flórida (EUA) e Warminster, Wiltshire (Inglaterra) que são famosos pela freqüência de aparições de OVNIs. Esses lugares registram um conjunto de aparições durante um período de vários meses ou anos. Essas fotografias de Ed Walters mostram o que parece ser um OVNI visto sobre Gulf Breeze, Flórida.



Encontros imediatos através da história


Embora as aparições de OVNIs tenham se tornado mais comuns na segunda metade do século passado, há relatos de estranhos objetos voadores registrados no decorrer dos tempos. Erich Von Daniken escreveu mais de duas dúzias de livros, dentre os quais "Chariots of the Gods? - Unsolved Mysteries of the Past", alegando que alienígenas visitam a Terra há dezenas de milhares de anos. A Bíblia, segundo ele, está repleta de referências aos visitantes alienígenas. Ele argumenta que os alienígenas ajudaram a construir as pirâmides, apresentaram a ordem social e a arte aos antigos humanos e até mesmo se cruzaram com nossos ancestrais para criar nossa espécie moderna. Antigos textos sâncritos supostamente descrevem máquinas voadoras, denominadas vimanas, usadas pelos deuses para combates no céu. Em determinado texto, descreve-se a construção da vimana (tradução): "... como um grande pássaro voador de material leve. Dentro, coloca-se o motor de mercúrio com seu aparato para aquecimento de ferro abaixo. Por meio da potência latente no mercúrio que coloca em movimento o aparato de propulsão, um homem sentado em seu interior pode percorrer uma grande distância no céu. Os movimentos da vimana são tais que ela pode ascender e descer verticalmente, mover-se obliquamente para frente e para trás". Provavelmente o primeiro encontro imediato moderno com nave espacial alienígena ocorreu em 24 de junho de 1947. Um piloto particular chamado Kenneth Arnold voava perto do Monte Rainier no estado de Washington quando viu nove objetos voadores em forma de meia-lua. Ele observou os objetos se moverem a bem mais de de 1.600km/h, muito mais rápido do que qualquer aeronave feita pelo homem poderia voar na época. Um repórter que escreveu sobre o evento referiu-se aos objetos como "discos voadores".

Foto de "luzes estranhas" no céu próximo ao Capitol em Washington, DC, em 1952
Desde então, há relatos de aparições de OVNIs na Inglaterra, Austrália, China, México, Rússia, Espanha, Itália, Estados Unidos e em outros países

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Ovnis avistados em Cruzeiro do Sul

O Ceuva recebeu um e-mail de uma pessoa que pediu que não se identifica-se de um relato ufológico em Cruzeiro do Sul que fica no vale do Taquari,distante cerca de 25 km de Venâncio Aires e seu relato é interessante e misterioso. O Ceuva vai tirar um tempo para averiguar esse mistério. Passo aqui o relato dele:
Encaminho este afim de relatar os acontecimentos de ontem à noite em Cruzeiro do Sul.
Por volta da meia noite saí de casa e fui até o pátio para fumar um cigarro, nesse momento vi à minha direita luzes piscando nas cores laranja e vermelho, imaginei q fosse um avião, mas a velocidade em que se movimentava era muito rápida, pelos meus cálculos umas 8 vezes mais rápido q um avião, ficou no céu durante uns 2 minutos e sumiu.Cerca de 3 minutos depois cerca de 90 graus para a esquerda apareceu uma luz muito forte na cor laranja a cerca de uns 20 km de altura, só que ela se movimentava lentamente a muitas vezes dava para ver q era um triângulo com luzes nas 3 pontas, chamei minha namorada q acompanhou o acontecimento por uns 10 minutos, a intensidade da luz ia diminuindo e se movimentando até ficar parada por completo por cerca de 1 hora. Depois fui olhar de hora em hora e a luz se movimentava apenas para cima. Neste meio tempo, vi novamente uma luz como a primeira q piscava, cerca de uns 45 graus mais a esquerda, parecia novamente um avião, mas como no primeiro objeto, se movia muito rapidamente, ia em direção a Venâncio Aires, chamei novamente minha namorada e ela pode ver a velocidade e a meneira como as luzes piscavam, parecia uma discoteca flutuante, 3 luzes laranjas e uma vermelha e uma velocidade fora do comum, passaram-se cerca de 30 segundos e esta luz estava sumindo em direção a Venâncio, qdo vi a cena mais incrível por mim vista, praticamente no mesmo local onde havia surgido a última luz, apareceu mais uma, no mesmo estilo, e voando muito rapidamente, mas esta veio em direção ao local onde eu estava, passou acima da minha casa, pelo que entendo de distância me pareceu estar a 1 km de altura, as luzes piscavam muito rapidamente mas numa sincronia perfeita, na mesma intensidade e sequência, 1,2,3,4, 1,2,3,4... a forma era de um losango com a "cauda" bem mais curta que a frente, ou seja parecia um triângulo esquisito, pude ver sua forma na escuridão pelo brilho da sua luz, era acinzentada, e não emitia som algum, fiquei extasiado, tenho certeza absoluta: era uma nave espacial. Parecia muito coma primeira foto que tem no blog de vcs, que eu não sabia q existia, mas hj comentei com um amigo e ele me falou de vcs. Precisava narrar este fato para algúem, pois já vi luzes no céu muitas vezes, luzes sem explicação do que eram, mas ontem foi diferente, posso afirmar, vi ovnis no céu de Cruzeiro do Sul.] Peço que se colocarem alguma coisa no site não mencionem meu nome, pois as pessoas são incrédulas quanto a estas coisas, minha namorada por exemplo, viu, mas não acredita que viu, vai entender. Grande abraço a vcs, quero comprar um telescópio e uma boa câmera para filmar estas imagens e encaminharei a vcs.